sábado, 20 de setembro de 2008

Não, ele não vai acabar
ele vai continuar
toda vez em que vc cantar
Vai enxugar olhos molhados
leve com vc o meu abraço
qualquer dia a gente se vê
pra recordar
cantar nossas cantigas
Lhe abraçar e
Falar de nossas vidas

Para sempre em meu coraçao

Nem se eu pudesse ter e o por do sol
A lua ou as estrelas toda a natureza
Nem que eu tivesse todo o ouro
E não tivesse um amigo nada teria

Pois quando eu começasse a me sentir sozinho
Quem é que me consolaria?
Mas Deus é bom botou você em meu caminho
Pra que não falte a alegria


Você vai estar para sempre dentro do meu coração
Vou lembrar de nós sempre que alguém cantar essa canção

Nem se eu soubesse muitas palavras
Nem se eu as transformasse em poesia
Não diria tudo que ha pra dizer
A inspiraçao de certo faltaria

Mas se algum dia me faltar o seu abraço
Não será triste a saudade
Pois sei que nos encontraremos no espaço
Meu amigo de verdade
Te olho nos olhos e você reclama
Que te olho muito profundamente.
Desculpa,
Tudo que vivi foi profundamente...
Eu te ensinei quem sou...
E você foi me tirando...
Os espaços entre os abraços,
Guarda-me apenas uma fresta.
Eu que sempre fui livre,
Não importava o que os outros dissessem.
Até onde posso ir para te resgatar?
Reclama de mim, como se houvesse a possibilidade...
De me inventar de novo.
Desculpa...se te olho profundamente,
Rente à pele...
A ponto de ver seus ancestrais...
Nos seus traços.
A ponto de ver a estrada...
Muito antes dos seus passos.
Eu não vou separar as minhas vitórias
Dos meus fracassos!
Eu não vou renunciar a mim;
Nenhuma parte, nenhum pedaço do meu ser
Vibrante, errante, sujo, livre, quente.
Eu quero estar viva e permanecer
Te olhando profundamente."

sexta-feira, 11 de julho de 2008

AMIGOS DE BEM COM A VIDA!!!

video

"Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato...
Ou toca, ou não toca."



Clarice Lispector!!

Quadrilha


João amava Raimundo que amava Joaquim,
Teresa amava Maria que amava Lili que nao amava ninguém
Lili foi para o Estados Unidos, Teresa para o convento
Raimundo morreu de desastre,Maria ficou para tia
Joaquim suicidou- se e João casou se com J. Pinto Fernandes
Que nao tinha entrado na historia.

(Versao adaptada do poema a Quadrilha de carlos Drummond de Andrade)

Por Thiago Ramalho



Maroto

Este sorriso e enigmático
Ou um olhar
De um menino simpático
Que fez brotar
Uma emoção
Só pra te falar
Este e para você lindão

(Mauro)

Quadrilha

João amava Raimundo que amava Joaquim,
Teresa amava Maria que mava Lili que nao amava ninguém
Lili foi para o Estados Unidos, Teresa para o convento
Raimundo morreu de desastre,Maria ficou para tia
Joaquim suicidou- se e João casou se com J. Pinto Fernandes
Que nao tinha entrado na historia.

(Versao adaptada do poema a Quadrilha de carlos Drummond de Andrade)

quarta-feira, 9 de julho de 2008

A Bailarina


Um, dois três e quatro Dobro a perna e dou um salto Viro e me viro ao revés e se eu cair conto até dez Depois essa lenga-lenga toda recomeça puxa-vida, ora essa vivo na ponta dos pés Um, dois três e quatro Dobro a perna e dou um salto Viro e me viro ao revés e se eu cair conto até dez Depois essa lenga-lenga toda recomeça puxa-vida, ora essa! vivo na ponta dos pés Quando sou criança viro o orgulho da família giro em meia-ponta sobre minha sapatilha Quando sou brinquedo me dão corda sem parar se a corda não acaba eu não paro de dançar. Sem querer esnobar sei bem fazer um gran de car E pra um bom salto acontecer Me abaixo num demi plier Sinto de repente uma sensação de orgulho se ao contrário de um mergulho pulo no ar um gran geté Quando estou no palco entre luzes a brilhar eu me sinto um pássaro a voar, voar, voar Toda Bailarina pela vida vai levar sua doce sina de dançar, dançar, dançar

Apresentaçao


Bom, a partir de hj tenho um blog...eeeeeeeeee..graças ao meu amigo BRYAN....não, não é o dos backstreetboys não!!!!Aguardem alguns momentos e furos compartilhados!!!!